Textos

O amor que eu procurava

pexels-photo-245505

Eu procurava um romance digno de livros. Daqueles que leio assiduamente toda semana. Eu procurava algo intenso, para me arrancar suspiros diariamente, mas principalmente que eu soubesse quem seria a tal pessoa assim que a visse. Eu buscava uma paixão incendiária, explosiva, que surgisse na primeira troca de olhares. Como se fios invisíveis conectassem duas pessoas.

Eu queria um romance digno da mais bela peça de teatro, garoto.Eu queria alguém para exercer em mim o mesmo efeito que os personagens dos meus livros exercem na cara-metade deles. Não precisava nem ser um cavaleiro em sua armadura reluzente. Ainda assim, eu queria um amor que me rendesse páginas e não aceitava nada diferente daquilo que já havia lido até então.

E se tem uma coisa que eu ainda não sei, é como sua estrada veio parar bem no meio da minha vida. Logo você, tão diferente de tudo o que eu esperava. Tão diferente dos mocinhos dos meus livros. De parecidos não tínhamos nada, quem dirá o gosto por leitura. Logo eu, que esperava alguém para me recitar as mais belas poesias.

Certamente não foi amor à primeira vista. Mal chegou a ser um meio olhar. Não teve fogos de artifício. Nem sequer uma luz brilhou ao seu redor. Muito menos o mundo parou de girar. Quanto ao chão, permanecia firme e forte em seu lugar, assim como as minhas pernas, que nem viraram manteiga derretida. Não houve sinal de que seria você aquele que me renderia incontáveis textos de amor.

Não foi uma explosão imediata. Pelo contrário. No máximo foi uma chama pequena que apareceu assim que você resolveu conversar comigo. Com o tempo essa chama cresceu, incendiou e transbordou por cada pedacinho de mim. Foi assim que eu soube: você chegou para fazer residência fixa no meu coração.

Acho que o amor faz isso às vezes. Ele não dá indícios. Nem mesmo uma pista. Ele simplesmente nos pega de surpresa, abaixa nossas barreiras, vira a nossa vida de cabeça para baixo e nos coloca em uma montanha russa. Ele move escritores e poetas, sem dúvida. Mas também move uma série de outras histórias não escritas que nem o mais belo livro de romance estaria à altura.

.

Esse post faz parte do desafio Imagem & Palavra, do grupo Interative-se, e deveria usar a palavra Estrada.

desafio

0 Comments

  1. Gente, quanta imaginação! Jamais pensei que esse texto tão belo tivesse como início uma palavra tão simples como estrada.
    Gostei demais do texto, às vezes a gente idealiza um amor daqueles de romances mas na vida real nem sempre é assim e isso não significa que seja ruim, apenas é diferente.

    Beijos,
    Kemmy – Duas Leitoras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *