Textos

Conto: Sintonia

Imagem: Getty Images

Você já sentiu isso? Essa sensação louca de que há uma tempestade dentro de nós. Daquelas que iniciam como uma simples garoa e aquilo que prometia ser calmo acaba se tornando um vendaval.

Enquanto reflito pego o guarda-chuva florido de cores alegres, que em nada combina com tempo lá fora e saio para o que parece o fim do mundo. Mas na verdade é apenas o início do inverno, em completa sintonia com aquilo que sinto por dentro.

Como se de uma hora para outra tudo dentro de mim pudesse transbordar. Como se em tempo indeterminado fosse preciso sacudir um pouco a poeira, balançar as cortinas, bater as janelas, fechar algumas portas e achar um meio de aliviar toda essa confusão que eu mesma criei. Assim como são, acredito eu, a maioria das confusões.

Entro no meu café favorito, há duas quadras da minha casa, e encontro minha amiga sentada em uma mesa perto da janela embaçada, com um mocaccino à minha espera enquanto ela toma chá. Sorrio, ao ver que pelo menos alguma coisa na minha vida não mudou. Que pelo menos uma amizade permanece firme, enquanto todo o resto vira de ponta cabeça. Que independente de termos seguido caminhos e profissões diferentes, todo sábado à tarde é o nosso horário de colocar a conversa em dia.

Como se fosse ontem, e não uns bons anos atrás, que ela me viu sentada perto dessa mesma janela chorando por causa de um menino qualquer. Sem nem mesmo me conhecer, sentou na minha frente, pediu mais um copo do mesmo café que eu estava tomando e disse em um tom de promessa: “parece o fim do mundo agora, mas vai passar”. Desde então, muita água rolou nessa mesa e nessas xícaras, que nos alegravam até nos piores dias.

Algumas coisas só não fazem sentido. Algumas pessoas entram na nossa vida de uma hora para a outra. Já outras são nossas amigas antes de sequer chegar a pensar nisso. E por mim está tudo bem, contanto que as nossas risadas todo final de semana continuem as mesmas. Contanto que chá e café continuem sendo uma poderosa poção de cura e motivação.  Contanto que ela continue com a mesma promessa nos olhos, de que vai ficar tudo bem, eu sei que posso permanecer de cabeça erguida.

Esse post foi feito em parceira com o blog Retipatia, da Renata.  Corre lá no blog da Rê para ver o post que ela criou! Ela é muito talentosa,  escreve contos maravilhosos e foi ela quem sugeriu esse projeto, em um dos meus posts (agora não lembro qual é ahaha). Ela  disse que imaginou nós duas sentadas em um café – ela tomaria chá – e conversando sobre a vida. E desse pensamento saiu esse projeto que vocês acabaram de presenciar. Depois disso só escolhemos uma imagem (que é a capa do post) e a palavra sintonia. 

Rê, muito obrigada por me convidar para escrever um post em parceria com seu blog, o qual já . As minhas notas no final do post não ficaram tão bonitas quanto as tuas, mas acho que deu para entender o quanto adorei participar disso e o quanto admiro tudo o que tu escreve. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *