Look

Look do dia + tag das aleatoriedades

Olá meninas! Tudo bem com vocês? Recentemente eu vi no blog Memorialices, da Luana, uma tag (clique aqui para acessar) que consiste em dar continuidade a algumas frases. A tag não tem necessariamente um nome, mas como a Lu a nomeou de Tag das Aleatoriedades, também chamarei assim. E responderei ela juntamente com o lookzinho de hoje.

Eu sou uma pessoa muito impulsiva, ansiosa e emotiva, apesar de parecer calma por fora. Também tenho um medo enorme de me jogar de cabeça no que quer que seja e acabar me decepcionando.

Eu não suporto pessoas preconceituosas e que ficam tentando ditar o modo como os outros devem pensar, agir e levar a vida. Cada um tem o direito de fazer da vida o que bem entende, contanto que não prejudique/oprima ninguém. Existem milhares de caminhos a serem trilhados. Milhares de opiniões divergentes. Não significa necessariamente que um está correto e o outro errado.

Eu nunca pulei de para-quedas. É algo que quero muito fazer um dia.

Eu já fiz escoteiros quando criança, mas não passei de lobinho, porque desisti. Apesar de adorar as atividades, era muito tímida e não conseguia me enturmar.

Quando criança eu gostava de escalar muros e árvores para colher ameixas, pitangas e olhar os ninhos dos passarinhos.

Nesse exato momento estou comento Sucrilhos com Nescau (“energia que dá gosto!”)

Eu morro de medo de escuro. Muito mesmo.

Eu sempre gostei de atividades ao ar livre e na natureza, como trilhas, tirolesa e arvorismo. Um dos lugares mais legais que já conheci foi o Snow Valley, em Santa Catarina, onde passei um final de semana em uma experiência de imersão do curso de inglês.

Se eu pudesse faria um mochilão para Machu Picchu (um dia irei!).

Fico feliz quando consigo realizar coisas que eu queria muito.

Se pudesse voltar no tempo deixaria tudo do jeito que está. Afinal, nossos erros, deslizes e defeitos fazem parte de quem somos. É errando que se aprende, como costumam dizer. Do contrário, nunca saberíamos qual estrada certa tomar. Nunca saberíamos qual a melhor versão de nós mesmos se acertássemos sempre. Nunca saberíamos do que somos capazes.

Adoro assistir Supernatural. É meu seriado favorito.

Quero aprender latim. Sempre tive curiosidade.

Eu preciso aprender a controlar mais as coisas que digo e não me estressar por pouco.

Não gosto muito de salada. Para falar a verdade, não gosto nem um pouco.

Sobre o look

A Bomber Jacket e o short de alfaitaria foram feitos por mim, nas aulas de Tecnologia de Costura e Modelagem II. Nas fotos não dá para ver muito bem, mas o tecido da jaqueta é uma malha de Jacquard, por isso ela tem esses “desenhos” em relevo. Já o short optei por fazer de cintura alta e com detalhes em courino nos bolsos frontais (visíveis na terceira e quarta foto).

O cropped comprei um tempinho atrás no site Posthaus, a bolsa azul marinho é da Roder Couros (uma loja aqui da minha cidade) e o tênis da Bershka. Ah, e essa meia arrastão maravilhosa foi um achado no guarda-roupa da minha mãe <3 Ela tinha essa meia há tempos, quando era tendência alguns anos atrás. Sorte a minha que ela guardou, né?

Sei que aqui no sul é inverno, mas juro para vocês que o clima aqui anda meio louco. Esse final de semana mesmo fez tanto calor que não consegui usar calça e precisei colocar um shortinho para passear. Mas levei um casaquinho junto, caso esfriasse, porque sou uma pessoa precavida. A combinação é mais simples impossível, né? Preto e branco são apostas certeiras. Só adicionei alguns acessórios – o colar, a choker e a meia – para dar um up no look basiquinho. O que acharam?

Gostou do post? Não se esqueça de me acompanhar no instagram @kimberlycamfield também. Sempre posto os meus looks por lá. Beijos <3

Esse post faz parte do BEDA (Blog Every Day August), que incentiva os blogueiros a postar conteúdo diariamente no mês de Agosto, em comemoração ao dia do blog 31/08. Não prometo escrever todos os dias, mas de Segunda à Sexta. Se conseguir. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *